Explore these ideas and more!

Explore related topics

apeteces-me_065

apeteces-me_065

apeteces-me262

apeteces-me262

O amor modifica-nos. Quando surge, liberta-nos. Empolga quem somos. Torna-nos inteiros, felizes, genuínos, contagiantes, urgentes e exuberantes na nossa forma de expressar o desejo, a saudade e o amor. Conseguimos ser ainda melhores do que éramos. E, mesmo que o amor nos…

O amor modifica-nos. Quando surge, liberta-nos. Empolga quem somos. Torna-nos inteiros, felizes, genuínos, contagiantes, urgentes e exuberantes na nossa forma de expressar o desejo, a saudade e o amor. Conseguimos ser ainda melhores do que éramos. E, mesmo que o amor nos…

Hoje, vou-me embora de tudo o que conheço. Hoje, sem olhar para trás, vou na direção do que me alimenta, do que me tira o sono, do que me aquece. Hoje, decidi que o tempo não é apenas amanhã. Que…

Hoje, vou-me embora de tudo o que conheço. Hoje, sem olhar para trás, vou na direção do que me alimenta, do que me tira o sono, do que me aquece. Hoje, decidi que o tempo não é apenas amanhã. Que…

apeteces-meWebsite218

apeteces-meWebsite218

E se o amor não bastar? E se os sonhos que temos não chegarem para mantermos de pé aquilo que temos? Se as palavras não chegarem para nos entendermos um ao outro? E se o desejo de ficarmos não for suficiente…

E se o amor não bastar? E se os sonhos que temos não chegarem para mantermos de pé aquilo que temos? Se as palavras não chegarem para nos entendermos um ao outro? E se o desejo de ficarmos não for suficiente…

Fico, por aqui, assim, com o amor na minha boca. O amor que tem sabor a algodão doce e que, por vezes, se deita na minha língua. Noutras, como se tivesse três anos de idade, atira-se sem pára-quedas para a…

Fico, por aqui, assim, com o amor na minha boca. O amor que tem sabor a algodão doce e que, por vezes, se deita na minha língua. Noutras, como se tivesse três anos de idade, atira-se sem pára-quedas para a…

A ausência custa. Sempre custou. A ausência de quem não está por perto, de quem já foi da nossa vida e não o é mais, de quem deixou marcas profundas naquilo que somos hoje. A ausência consegue destruir, consegue criar…

A ausência custa. Sempre custou. A ausência de quem não está por perto, de quem já foi da nossa vida e não o é mais, de quem deixou marcas profundas naquilo que somos hoje. A ausência consegue destruir, consegue criar…

Podia dizer-te que já não me fazes falta. Podia dizer-te: «Já não preciso de ti e pouco me importa o que é a tua vida sem mim!» Podia dizer-te que o amor não dura uma vida toda e que há sempre um…

Podia dizer-te que já não me fazes falta. Podia dizer-te: «Já não preciso de ti e pouco me importa o que é a tua vida sem mim!» Podia dizer-te que o amor não dura uma vida toda e que há sempre um…

Há dias em que as palavras não chegam — e em que o coração tenta ficar imóvel para não transbordar do nosso peito. Há dias em que a luz da rua não basta para nos fazer sentir vontade de enfrentar…

Há dias em que as palavras não chegam — e em que o coração tenta ficar imóvel para não transbordar do nosso peito. Há dias em que a luz da rua não basta para nos fazer sentir vontade de enfrentar…

Morro lentamente a cada dia sem ti. É assim que me sinto, mesmo sabendo que já ninguém morre por amor. Mas os meus dias sem ti são isto: uma morte lenta e silenciosa. Os meus dias sem ti são céus cinzentos…

Morro lentamente a cada dia sem ti. É assim que me sinto, mesmo sabendo que já ninguém morre por amor. Mas os meus dias sem ti são isto: uma morte lenta e silenciosa. Os meus dias sem ti são céus cinzentos…

Às vezes, é preciso saber desistir

Às vezes, é preciso saber desistir

A vida podia ser tudo o que quiséssemos. Tudo. Desde os sonhos mais simples às pequenas loucuras de que tanto precisamos para nos sentirmos vivos. Desde o mero instante — onde cruzamos a nossa empatia, o nosso gosto pelo outro…

A vida podia ser tudo o que quiséssemos. Tudo. Desde os sonhos mais simples às pequenas loucuras de que tanto precisamos para nos sentirmos vivos. Desde o mero instante — onde cruzamos a nossa empatia, o nosso gosto pelo outro…

Porque sinto uma vontade louca de subir ao andar mais alto do prédio e gritar o teu nome. Porque os dias são longos de mais, quando não estás por perto. Porque a paixão de um início é tão arrebatadora que…

apeteces-me_website_

Porque há dias que começam sem vontade. Porque há dias que ficam agarrados às nossas pernas, não nos deixando dar um só passo. Porque há dias que nos tiram a ousadia, a determinação e o entendimento. Porque há dias em…

Porque há dias que começam sem vontade. Porque há dias que ficam agarrados às nossas pernas, não nos deixando dar um só passo. Porque há dias que nos tiram a ousadia, a determinação e o entendimento. Porque há dias em…

Pinterest
Search